Electronic Data Interchange - EDI

A partir de 2020 a declaração de mercadorias será eletrônica no Brasil

declaração mercadorias Brasil

O SISCOMEX começará a gerenciar eletronicamente os documentos de importação e exportação de mercadorias por meio de seu novo sistema Controle de Carga e Trânsito (CCT).

Com o objetivo de otimizar as operações de importação e exportação de mercadorias no país, a Receita Federal do Brasil, por meio do Sistema Integrado de Comércio Exterior, criou o sistema de Controle de Carga e Trânsito (CCT), onde os agentes logísticos poderão realizar a declaração dos diferentes documentos exigidos eletronicamente.

Este sistema é um avanço para todos os atores envolvidos no comércio exterior no Brasil, já que até agora as declarações de importação e exportação só podiam ser feitas manualmente por intermédio do aplicativo MANTRA, que será substituído pelo Controle de Carga e Trânsito.

O formato escolhido pelo CCT para o intercâmbio eletrônico de documentos é o IATA CARGO XML 2.0. As mensagens a serem transmitidas são:

  • XFFM - Flight Manifest - Manifesto de voo: Manifesto para notificar os detalhes dos envios aéreos das mercadorias. Opção multi-aeroporto, que transmite o manifesto de todos os pontos de origem antes de entrar no território nacional e depois, a partir de todos os pontos de destino em âmbito nacional. O manifesto é o resultado total dos conhecimentos aéreo (Air Waybill) das mercadorias transportadas no voo.
  • XFWB - House Air Waybill - Conhecimento aéreo interno: Documento para reportar as informações de cada conhecimento aéreo declarado no manifesto de voo (XFFM).
  • XFZB - Freight Waybill – Conhecimento Aéreo: Documento usado para transmitir um conjunto completo de House Waybill (XFWB).
  • XFHL - House Manifest - Manifesto interno: utilizado para informar os detalhes de todos os dados de cada House Air Waybill enumerados no Manifesto de House Air Waybills.

O fato de centralizar a comunicação em uma única plataforma e unificar o formato das mensagens a serem transmitidas, facilitará o processo de implementação tanto para as empresas quanto para o Governo. A Receita Federal do Brasil planeja lançar o projeto piloto em janeiro, quando reunirá todos os atores envolvidos para testar e definir uma estrutura inicial, antes de tornar obrigatória a declaração dessas mensagens eletrônicas através dos CCT.

As empresas que operam no Brasil devem começar a preparar seus sistemas para poder transmitir essas mensagens antes que a obrigação entre em vigor.

A EDICOM é um parceiro global da associação IATA. Com vasta experiência no setor logístico e de transporte aéreo. Nossa plataforma EDICOMAir permite o intercâmbio eletrônico de mensagens logísticas entre companhias aéreas, agentes de carga e a aduana, sob o modelo e-AWB.

Todo o processo é realizado de forma imediata e segura, integrando as mensagens ao sistema de gerenciamento interno de cada empresa, agilizando o recebimento e a gestão das informações.

Saiba mais sobre os possíveis benefícios para a sua empresa.

Entre em contato com um representante da EDICOM

Pode também estar interessado em ler sobre...

Como automatizar as faturas de fornecedores

Descubra como reduzir drasticamente o tempo e os custos com o gerenciamento das faturas de fornecedores.

CSC – Inovações e mudanças tecnológicas para atender as necessidades de empresas globais

Um Centro de Serviços Compartilhados poderá utilizar uma plataforma EDI para se comunicar com os diferentes departamentos

Novas mensagens EDI para se ter em conta na Supply Chain

Otimize sua supply chain através das mensagens EDI definidas na Bussines Requeriments Specification (BRS).