Faturamento eletrônico

Fatura Eletrônica na Itália: Resolução e Circular emitida pela Agência Tributária

Fatura Eletrônica na Itália

Após a aprovação recebida da União Europeia para a implementação da fatura eletrônica B2B na Itália, a Agência Tributária publicou a Resolução de 30/04/2018 que define os padrões técnicos para envio e recebimento de faturas eletrônicas em formato eletrônico para todas as vendas de bens e serviços prestados entre residentes estabelecidos ou identificados em território italiano. A transmissão será realizada através do Sistema di Interscambio que, além disso, permitirá a transmissão eletrônica de dados para a venda de bens e serviços de serviços transfronteiriços.

Algumas das principais novidades são:

  • A fatura eletrônica será um documento eletrônico, em formato XML estruturado (eXtensible Markup Language), que será transmitido eletronicamente ao Sistema di Interscambio (SI).
  • A fatura eletrônica deverá conter as informações estabelecidas no artigo 21 do Decreto do Presidente da República n. 633, de 26 de outubro de 1972, bem como outras informações indicadas nas especificações técnicas do Anexo A da resolução. Por outro lado, além das informações obrigatórias, o arquivo da fatura opcionalmente inserirá dados úteis adicionais para o gerenciamento do ciclo ativo e passivo dos operadores.
  • O Sistema di Interscambio (SI) terá um prazo de até 5 dias para validar as faturas emitidas.
  • Em caso de rejeição do SI, a fatura será considerada não emitida.
  • Será possível assinar digitalmente as faturas para garantir sua autenticidade e integridade.
  • Será possível registrar na Agência Tributária o endereço eletrônico escolhido para o recebimento das faturas (por exemplo, um canal credenciado via Web Service).
  • Em caso de falha no SI por não enviar a fatura para o destino, a fatura estará disponível para o comprador / pagador em sua área reservada no site da Agência Tributária. Neste caso, será enviado um comunicado para o emissor, que será obrigado a se comunicar imediatamente com o comprador - através de outros meios que não o SI – informando ao comprador / pagador que a fatura eletrônica original estará disponível na área reservada do site Web da Agência Tributária: esta comunicação também pode ser feita através do envio de uma cópia eletrônica ou analógica da fatura eletrônica.
  • No caso de faturas B2C, as faturas serão emitidas no SI inserindo o cabeçalho do IVA e o Código Tributário. Nesse caso, o SI entregará a fatura eletrônica ao comprador / pagador, colocando-o à disposição na área reservada do site da Agência Tributária. O vendedor / credor entregará ao cliente consumidor final uma cópia telemática ou similar da nota fiscal eletrônica, comunicando ao mesmo tempo que o SI disponibilizou o documento na área reservada do site da Agência Tributária.
  • Se o vendedor / credor não recebeu do destinatário o código contribuinte comprador ou o PEC através do qual se pretende receber faturas eletrônicas SI, basta digitar apenas o código convencional "0000000" no conjunto de campo. Neste caso, a SI irá fornecer a nota fiscal eletrônica para o comprador / pagador na sua área reservada no website da área de Agência Tributária, e será o vendedor / credor, que prontamente comunicará com a devida parte outros meios que não o SI ao comprador / pagador que o exemplar original da nota fiscal eletrônica foi colocado à sua disposição em sua área reservada do site da Agência Tributária.
  • Notificações de aceitação e rejeição da fatura pela pessoa que recebe a fatura serão omitidas.
  • A data de emissão corresponde à data mostrada no documento da fatura.
  • A data de recebimento da fatura corresponde, de acordo com o método de recebimento da fatura escolhida, na data de disponibilização ou na data em que foi visualizada no site da Agência Tributária.
  • É possível usar um intermediário para enviar e receber faturas de / para o SI.

Além disso, foi publicado um documento contendo as diretrizes para a preparação de faturas em formato eletrônico. O documento foi analisado em profundidade por técnicos especializados da EDICOM para cumprir os requisitos estabelecidos. Tendo em vista a vasta experiência da EDICOM com a FatturaPA, podemos ajudá-lo a conhecer os requisitos técnicos necessários e aconselhá-lo com a melhor solução para a sua empresa.

Quanto a parte de venda de combustíveis, a Agência Tributária publicou a Circular nº 8 / E, forneceu os primeiros esclarecimentos sobre o faturamento relacionado à venda de combustíveis e com os serviços prestados por subcontratados e subcontratados. Os pontos mais relevantes são:

Venda de combustível

  1. A partir de 01/07/2018, a venda de gasolina e / ou diesel destinado a ser utilizado como combustível para motores e / ou para uso na indústria automobilística deve ser documentada por meio da emissão da fatura eletrônica. Portanto, o avanço da obrigação de faturamento eletrônico a partir de 1º de julho de 2018 não afeta atividades como a venda de gasolina para motores que fazem parte de geradores, atividades relacionadas a sistemas de aquecimento, diversas ferramentas de jardinagem, etc.
  2. Será possível emitir uma fatura resumida para a venda de gasolina ou diesel que inclua todas as operações realizadas durante o mês.
  3. Foram introduzidas disposições específicas relativas à possibilidade de dedução dos custos de aquisição e do IVA correspondente na venda de gasolina ou gasóleo, se forem utilizados métodos de pagamento específicos (cartões de crédito, cartões de débito, cartões pré-pagos ...).

Serviços prestados por licitantes e subcontratantes

  1. A obrigação só se aplica às relações (licitações e / ou outros contratos) "diretos" entre o titular do contrato e a administração pública, bem como entre o primeiro e os que são servidos, com exclusão de outros passos mais tarde.
  2. Será obrigatório incluir na fatura o Código de Identificação do Contrato (CIC) e o Código da Unidade do projeto (CUP).

Saiba mais sobre os possíveis benefícios para a sua empresa.

Entre em contato com um representante da EDICOM

Pode também estar interessado em ler sobre...

Faturamento eletrônico na Tanzânia

Informações importantes sobre o novo sistema de faturamento eletrônico VFD implementado pela TRA da Tanzânia.

Saiba como funciona a fatura eletrônica no Paraguai

Conheça o funcionamento do Sistema Integrado de Facturación Electrónica Nacional (SIFEN) do Paraguai.

A implementação do GOVEIN19 está sendo exitosa em toda a Europa

A EDICOM implementa com êxito o projeto GOVEIN19 para o desenvolvimento da faturação eletrônica em hospitais europeus.