Electronic Data Interchange - EDI

Como o EDI melhora os processos de automatização das empresas brasileiras

EDI Brasil

A GS1 Brasil, em um estudo recente, expôs em que momento se encontra a automatização no mercado brasileiro e seu impacto entre empresas e consumidores. A automatização é um conceito associado à inovação e tecnologia. Sua aplicação em diferentes áreas traz benefícios como a economia de tempo, recursos e custos econômicos, especialmente na vida cotidiana onde também está associada ao bem-estar. Na indústria e no comércio, a busca por processos padronizados que otimizem os custos, tem sido favorecida com a implementação da tecnologia EDI (Electronic Data Interchange).

O objetivo do relatório "Os impactos da automatização entre empresas e consumidores no Brasil", realizado em colaboração com a empresa de pesquisa de mercado Gfk Brasil se trata basicamente em conhecer quais são as tendências em automatização para que as empresas possam se adaptar e evoluir no sentido da demanda.

O desenvolvimento de processos automáticos varia em sua aplicação e desenvolvimento de acordo com os setores. No âmbito estritamente privado em residências, wearables, aplicativos móveis ou dispositivos de série em veículos estão ampliando o uso da automatização nas rotinas diárias. O alto nível de acesso à internet através de smartphones e o uso de aplicativos móveis permitem controlar itens como eletrodomésticos, câmeras de segurança, painel digital do carro, etc., que tornam a vida mais prática, confortável e segura, convertendo esse tipo de produtos em uma necessidade crescente para o consumidor e que cresce à medida que as tecnologias se tornam mais populares e economicamente acessíveis.

Na indústria e no comércio, aplicados em setores como automotivo, logístico ou varejo, a automatização ajuda a estabelecer processos padronizados. Segundo o estudo, em um mercado muito competitivo, a automatização se torna um fator de diferenciação em questões de qualidade de produtos, melhores processos e custos mais baixos.

A automatização das empresas no Brasil

Digitalização e automatização definem a indústria e o comércio do presente e do futuro. No Brasil, essa tendência é aplicada principalmente através da implementação de softwares de sistemas de gestão e atendimento ao cliente, como ERP e CRM, respectivamente; à logística (armazenagem, distribuição), às linhas de produção, ao relacionamento com os fornecedores e a atenção no cliente, inclusive na loja.

Em números, no setor, 67% das empresas entrevistadas para o estudo usam sistemas de gestão, das quais 88% o aplicam a todas as áreas do negócio. No comércio, 54% possuem um sistema de gestão, dentre os quais 91% estão integrados a todas as áreas das empresas. Um sistema de gestão como o ERP fornece todas as informações da empresa em uma única plataforma e permite automatizar processos e integrar os diferentes bancos de dados da empresa em um único programa. Controla faturamento, compras, estoque, recursos humanos, etc.

Com relação às linhas de produção, a automatização em equipamentos é alta. No Brasil, as fábricas têm em média cinco linhas de produção, sendo que 65% delas são automatizadas, ou seja, os processos são realizados com máquinas e equipamentos sem intervenção humana. Em outros campos, como armazenamento e transporte, aplicativos como sistemas de rastreamento, a automatização otimiza a linha de produção e melhora os processos.

Também no comércio, a comunicação com os fornecedores é padronizada em 63% dos casos e em 44% o estoque envia mensagens automáticas quando há necessidade de substituição.

Um dos aspectos em que o estudo revela uma maior falta de automação é o aplicado nas relações com os clientes: comportamento de compra, perfil do consumidor, etc., cuja coleta e análise de informações ainda está por ser explorada. tudo no caso da indústria, enquanto no comércio 26% das empresas já identificam o perfil do consumidor para o fornecimento de produtos e serviços de acordo com suas preferências.

As empresas brasileiras estão cientes dos benefícios da automatização de processos, porém, é retido pela percepção da necessidade de uma mudança em todo o processo produtivo para maior automatização, no caso da indústria; e para comércio e serviços, para um investimento com altos custos e retornos de longo prazo.

Como o EDI ajuda na automatização de processos?

O EDI pode ser aplicado a cada uma das áreas onde a automatização mais incide no Brasil - sistemas de gestão, logística, linhas de produção, relação com fornecedores, atendimento ao cliente - aumentando os números em cada caso e melhorando o desenvolvimento em setores ainda não muito automatizados.

A tecnologia EDI é em si uma ferramenta para automatização de processos em diferentes áreas de negócio, permitindo o compartilhamento de dados e documentos com diferentes sistemas de gestão -ERPs- sendo assim, uma tecnologia fundamental nas relações com clientes e fornecedores. Nesse sentido, qualquer que seja o setor, o EDI favorece a comunicação B2B.

Nas relações com fornecedores, a troca de mensagens permite integrar e automatizar mensagens no ERP - como a geração de pedidos - com parceiros comerciais, ajudando a otimizar e tornar os processos mais eficientes.

Em concreto, o uso da tecnologia EDI no setor de varejo, favorece:

  • O desenvolvimento de um fluxo completo de transações com qualquer varejista incorporando novas mensagens que favoreçam a comunicação em toda a cadeia de suprimentos: ordem, aviso de entrega, confirmação de recebimento, fatura ...
  • Planejamento de recursos, para reduzir estoques de produtos acabados e matérias-primas, graças à troca permanente de informações com os clientes para analisar a previsão de demanda com base em sistemas realistas de previsão de demanda.

No setor logístico, o EDI é aplicado visando:

  • Estabelecer um sistema de mensagens compartilhadas que detalha os movimentos de mercadorias entre os diferentes armazéns, a fim de economizar tempo e custos e obtendo segurança e rastreabilidade.
  • Desenvolver uma rastreabilidade permanente entre os documentos emitidos e recebidos pelos agentes participantes do movimento de mercadorias: fornecedor, cliente e operador logístico.
  • Compartilhar informações entre o fornecedor e o operador logístico para controlar em tempo real os detalhes dos estoques disponíveis em cada depósito.
  • Através de comunicações padronizadas e automáticas, os armazéns podem trocar uma grande quantidade de documentos comerciais, fornecendo uma grande quantidade de informações para o resto dos atores da cadeia logística. Por exemplo, relatórios de vendas, relatórios de estoque, avisos de remessa, instruções de remessa, etc ... O uso dessas mensagens automatiza o fluxo de comunicação da cadeia de suprimentos e diminui o número de erros.

No setor automotivo, o EDI permite:

  • Automatizar a geração e integração de estruturas de dados multiformatos adaptadas aos requisitos de cada cliente.
  • Compartilhar informações em tempo real para ajustar a cadeia de fornecimento com base no conhecimento do inventário de estoque, notificações de recebimento de mercadorias, etc.

A EDICOM é uma provedora de tecnologia especializada em tecnologia EDI. Suas soluções criam ambientes que favorecem a troca de informações entre empresas de forma automatizada e segura.

Por exemplo, a rede EDICOMNet é uma das principais comunidades de parceiros comerciais para o intercâmbio de transações eletrônicas em ambientes B2B. Sua presença garante o acesso à maioria dos parceiros de negócios, simplificando o envio e recebimento de documentos comerciais estruturados (EDIFACT, X12, XML, UBL ...) com total garantia e máxima segurança.

Mesmo para comunicações com clientes sem soluções de EDI, por meio do Partner Web Portal, uma plataforma de comunicação B2B é criada para integrar soluções complementares para automatizar 100% dos pedidos.

Escalabilidade a favor da automatização

Uma das vantagens da tecnologia EDI é a sua escalabilidade, que permite um investimento passo-a-passo de acordo com as necessidades do cliente. Graças a uma infraestrutura tecnológica hospedada na nuvem, os benefícios que podem ser alcançados com o EDI são complementados, adaptados e aumentados à medida para responder ao crescimento da atividade da empresa. Esta característica das soluções EDI é fundamental para superar a relutância que algumas empresas encontram devido ao seu custo, desconhecimento das suas diversas funcionalidades, do que um fator econômico.

 

 

Saiba mais sobre os possíveis benefícios para a sua empresa.

Entre em contato com um representante da EDICOM

Pode também estar interessado em ler sobre...

Como automatizar as faturas de fornecedores

Descubra como reduzir drasticamente o tempo e os custos com o gerenciamento das faturas de fornecedores.

CSC – Inovações e mudanças tecnológicas para atender as necessidades de empresas globais

Um Centro de Serviços Compartilhados poderá utilizar uma plataforma EDI para se comunicar com os diferentes departamentos

Novas mensagens EDI para se ter em conta na Supply Chain

Otimize sua supply chain através das mensagens EDI definidas na Bussines Requeriments Specification (BRS).