Faturamento eletrônico

Argentina tornará obrigatória a emissão de certificados de retenção eletrônica de IVA por meio da plataforma SIRE

AFIP

A Administración Federal de Ingresos Públicos de Argentina (AFIP) lançou um novo sistema para emissão de certificados de retenção na fonte e percepção eletrônica do Impuesto del Valor Agregado (IVA). Por meio da plataforma SIRE (Sistema Integral de Retenciones Electrónicas), e a partir de 1º de setembro, será obrigatório relatar e inserir retenções e / ou percepções de IVA.

Embora esse serviço possa ser utilizado desde 1º de dezembro do ano passado, ele não será obrigatório até setembro. Caso a empresa estiver sujeita a retenção e / ou percepção, a mesma deverá gerar um certificado para cada fatura recebida de um fornecedor, bem como para as retenções realizadas.

Qual o procedimento que deve ser seguido por um agente de retenção?

  • Emitir o certificado de retenção e / ou percepção de IVA através do local e métodos de comunicação estabelecidos pela AFIP.
  • Inserir os valores de retenções realizadas entre os dias 1 e 15, ambos inclusive, de cada mês.
  • Enviar a declaração juramentada, informando pelo nome as retenções realizadas no decorrer de cada mês; e inserir o saldo resultante, também através da plataforma.

O SIRE substitui o SICORE, um aplicativo que permite realizar o download para gerar certificados para cada retenção efetuada, que implica em um processo mais complexo. Com a nova plataforma, os tempos de gerenciamento serão reduzidos.

Para criar um certificado, o próprio sistema gera o formulário, neste caso F. 2005 (Certificado de Retención/Percepción del Impuesto al Valor Agregado).

Para fazer isso, você deve:

  • Inserir os dados de cada operação (compra, venda, etc.) e a retenção e / ou percepção correspondentes.
  • Emita o certificado de retenção na fonte ou de percepção -F. 2003, F. 2004 ou F. 2005 - gerados pelo SIRE, individualmente ou por lote.
  • Além disso, a emissão do certificado de retenção ou percepção F. 2005 poderá ser realizada através do "Web Service". O referido certificado será a única prova válida que comprovará a retenção e/ou a percepção efetuada.

O SIRE é baseado na troca de informações usando o protocolo WSDL (Web Services Description Language) com o padrão em XML.

Para entrar no sistema SIRE, é necessário um código tributário obtida no site do SIRE: https://www.afip.gob.ar/sire/.

Os certificados emitidos pelo sistema têm validade legal e estão disponíveis para consulta e impressão.

EDICOM News Brasil | Saiba mais sobre Faturamento eletrônico

Como funciona o Regime de Fatura Eletrônica On-line - FEL da Guatemala

Explicaremos todos os detalhes sobre o novo sistema de faturamento eletrônico FEL.

Alemanha: Estado da fatura eletrônica B2B

O Bundesrat aprovou a lei que torna obrigatório o faturamento eletrônico B2B na Alemanha até 2027

A Croácia prepara-se para a fatura eletrônica B2B: Projeto de Fiscalização 2.0

A Croácia prevê que a fatura eletrônica B2B e a contabilidade eletrônica comecem em janeiro de 2026.