Características do faturamento eletrônico na Coreia do Sul

A fatura eletrônica começou na Coreia do Sul, tanto no âmbito B2G como no B2B, em 2011 e expandiu-se de forma gradual. O sistema de faturamento denomina-se e-Tax.

Autoridade fiscal

Autoridade fiscal

NTS (National Tax Service)

Obrigatoriedade

Obrigatoriedade

Desde 2014, todos os contribuintes cujas vendas superem os 300 milhões de KRW (264,5 mil dólares americanos) por ano devem emitir as suas faturas de IVA eletronicamente em tempo real. As faturas devem ser enviadas para o National Tax Service (NTS).

A partir de 1º de Julho de 2022, o limite será reduzido a 200.000.000 de KRW (ao redor de 160.000 US$). A autoridade fiscal sul-coreana também anunciou que, a partir de 1º de Julho de 2023, o limite será reduzido novamente, até 100.000.000 de KRW (ao redor 83.000 US$).

Procedimentos administrativos requeridos

Procedimentos administrativos requeridos

O emissor deve registrar-se no NTS como contribuinte e transferir um certificado digital para assinar as faturas.

Formato da fatura

Formato da fatura

XML

Assinatura digital

Assinatura digital

Obrigatória

Armazenamento

Armazenamento

5 anos.

Precisa saber mais sobre a fatura eletrônica na Coreia do Sul?

Entre em contato com um de nossos especialistas em faturamento eletrônico.

Os dados pessoais recolhidos serão utilizados pelas empresas do Grupo EDICOM para atender às consultas efetuadas e/ou gerir os serviços solicitados. Você pode exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, limitação e portabilidade de seus dados de acordo com as disposições da política de privacidade.

O nome não pode estar vazio Você deve digitar um número de telefone Selecionar um prefixo válido Aceite as condições

Enviando

Por favor espere. Isso pode levar alguns segundos.

Obrigado pelo envio das informações!